Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

OBRA DA LEGIÃO EM ITALIANO COM AFINAÇÃO E VIGOR

Forza sempre Jerry Adriani

(www.oglobo.com.br - 14/09/1999)

(Por Mario Marques)

 

Desde sua morte, há três anos, que projetos-tributo a Renato Russo são anunciados sem, entretanto, serem amplificados. O primeiro veio de Brasília, com a cantora Célia Porto, em 97. Algumas inexpressivas versões de nomes do pop nacional engrossaram o caldo de homenagens ao líder da Legião Urbana, passando em branco. "Forza sempre" (Indie Records), de Jerry Adriani, um dos expoentes da Jovem Guarda, é o primeiro trabalho de regravação digno, sem rubrica de oportunismo. Com versões em italiano, de Gabrielle Dell'Utri e Gianfranco Fabra, o disco prima pela seleção do repertório (a maioria romântico), pela afinação de Adriani e pela manutenção dos arranjos originais, acrescidos de cordas. Mas a questão é: será que o fã da Legião trocaria a poesia em português de Russo pelo italiano, língua ainda estranha ao pop Brasil?

A dúvida procede a partir do momento que as canções originais se mostram insuperáveis. Independentemente disso, há de se analisar o disco como um produto, a despeito da capa pavorosa produzida pela gravadora - para variar. Nesse prisma, como ramificação da obra do maior poeta do rock nacional, funciona. Seja na pontuação precisa da interpretação, respeitando intervalos ou dispensando adaptações, é tão lírico quanto "Equilibrio distante", CD lançado por Russo com versões do cancioneiro italiano em 95.

Adriani não perde o fôlego nem nas canções de andamento mais acelerado, caso de "Una volta" ("Há tempos") e "Quando il sole entrerá dalla tua stamza" ("Quando o sol bater na janela do teu quarto"), ou nas lentas, quando reproduz agudos e graves com indelével construção, como "Monte Castello" ("Monte Castelo") e "Vento sul litorale" ("Vento no litoral").

Adriani se cercou de gente que já trabalhou com a Legião: Carlos Trilha, que assinou os dois discos solo de Russo (o outro foi "The stonewall concert celebration", de 94), produziu o disco; Fred Nascimento, músico de apoio da banda, tocou violões e guitarras.

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008