Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

Renato segundo seus amigos

O Estado de S. Paulo - 11 de outubro de 1996


"Era um idealista", diz Roger Moreira, do Ultraje.

Amigos, colegas e vizinhos se manifestaram sobre a morte de Renato Russo. A seguir, alguns dos depoimentos sobre o cantor.
Nota oficial da gravadora da Legião Urbana, EMI-Odeon "Lamentamos profundamente a morte ocorrida nesta madrugada do nosso querido Renato Russo, cuja memória permanecerá viva na lembrança do povo perpetuada que está em seu inesgotável talento e na beleza de suas obras e interpretações, que tivemos o privilégio de fixar para a eternidade. Mais do que um extraordinário artista, perdemos um grande companheiro e amigo. Que Renato Russo descanse em paz."

Roger Moreira, vocalista do Ultraje a Rigor "Estou chocado. O Renato era um cara de um carisma impressionante, um idealista. Admirava também o seu caráter - nunca precisou se vender ao sistema para fazer sucesso. Ele viveu pra dizer o que pensava."

Edgar Scandurra, guitarrista do IRA! "O Ira e o Legião começaram a carreira juntos, em 1977. A gente com o nome de Subúrbio e eles como Aborto Elétrico. A gente tocava nos mesmo lugares aqui em São Paulo - Rose Bom Bom, Radar Tam Tam, Napalm. Era todo mundo adolescente na época, lembro dele me presenteando com um disco do Small Faces, com uma dedicatória super-carinhosa. Me dava muito bem com o Renato."

Marina Lima, cantora "Nós fizemos um grupo de estudos de filosofia juntos. Mas não posso dizer que era íntima dele, seria uma blasfêmia. O Renato era uma pessoa muito cerimoniosa. Acho uma perda enorme para a música brasileira, ele tinha um talento ímpar. Para minha geração em particular é uma perda terrível, igual à do Cazuza. Fica um vazio enorme, um sentimento amargo de incompreensão desse tempo em que vivo."

Carlos Trilha, tecladista (tocou em todas as faixas do último disco do Legião, A Tempestade) "Renato sempre foi muito triste e sozinho, mas nos últimos três meses, se isolou completamente."

Francisca Maria da Silva, 50 anos (vizinha de Renato Russo) "Gostava muito de ouvir ele tocar teclado. Ele costumava tocar Brasileirinho, Asa Branca e Pais e Filhos, uma música que me marcou muito. Há três semanas, parei de ouvir o teclado e achei que ele tivesse viajado. O relacionamento dele com os vizinhos era por meio das músicas que saíam de seu apartamento."

Lulu Santos, cantor e guitarrista "Estou muito chocado para falar a respeito"

Toni Garrido, vocalista do Cidade Negra "O Cidade Negra sempre fez reggae, mas mesmo assim a gente foi muito influenciado pelas letras dele. O Renato era um ídolo para todo mundo da nossa geração. Eu ficava tremendo toda vez que era apresentado a ele."

Roberto Dranoff, da Red Hot Organization "Passei anos tocando Legião na Jovem Pan. Chegamos a pensar em convidá-lo para entrar no projeto do Red Hot and Rio. Para mim, ele e o Arnaldo Antunes são os melhores do Brasil."

Carlos Maltz, baterista da banda gaúcha Engenheiros do Hawaii "Renato Russo foi o maior cantor de minha geração, e eu comecei a tocar imitando o Legião Urbana. Espero que agora ele encontre o seu caminho."

Fernanda Takai, vocalista da banda mineira Pato Fu "É um episódio muito triste, não há como medir a perda de um artista assim. A pesar de atitudes de não querer dar entrevistas ou mesmo fazer shows, Renato Russo era adorado pelos fãs: para ele, suas palavras valiam ouro. Com o tempo, a gente vai sentir o peso de sua morte para a história do rock brasileiro."

Cascão, vocalista da banda Detrito Federal "É completa a influência que ele teve sobre mim. Brasília tinha uma cara administrativa e ele foi o estopim que mostrou a cara jovem dela. A influência dele no som da minha banda, Detrito Federal, também foi gigantesco. Quando ouvi o Aborto Elétrico (primeira banda de Renato) pensei: É isso que eu quero fazer. E o lema da época era o do it yourself, então fui atrás de uma banda. Pode-se dizer que o Renato Russo é o nosso JK, o que o Juscelino Kubitschek foi para Brasília o Renato foi para a juventude dela."


Fonte: [email protected] - Legião Urbana Home-Page

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008