Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

Jerry Adriani recria clássicos do rock nacional

Cantor prepara CD com canções das décadas de 80 e 90, reunindo compositores e grupos que se destacaram nos últimos anos, como Lobão, Cidade Negra, Titãs, Raiumundos e Charlie Brown Jr.

(O Estado de São Paulo - 14/03/1998)

(Por Tom Cardoso)

Jerry Adriani tem nome de roqueiro, pinta de roqueiro (o topete não nega), era um dos melhores amigos do maior roqueiro que o Brasil já teve (Raul Seixas), mas gravou poucos discos de rock-n'-roll nas últimas décadas - o máximo de sua ousadia foi um álbum com versões de clássicos do ídolo Elvis Presley. Agora, incentivado pelos filhos metaleiros Tadeu e Tiago e pelo produtor Pena Schimt, Jerry Adriani entrará em estúdio para gravar clássicos do rock brasileiro das décadas de 80 e 90.

O CD, que deve chegar às lojas no segundo semestre pela gravadora Continental, terá canções de grupos e cantores que se destacaram nestes últimos anos, como Lobão, Lulu Santos, Titãs, Paralamas do Sucesso, Cidade Negra, Raimundos e Charlie Brown Jr. Mas a grande surpresa do disco será a participação de Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, que irão reviver, ao lado do cantor, clássicos do Legião Urbana. "O Dado e o Bonfá foram muito carinhosos comigo quando eu fiz o convite, a presença deles é quase certa", afirma Jerry Adriani.

 

SEMELHANÇA

Será no mínimo curioso ouvir Jerry Adriani interpretar canções de Renato Russo (líder do grupo, que morreu vítima da aids em 1996) acompanhado dos ex-integrantes da Legião. No início da carreira, a voz de Russo foi diversas vezes comparada com a de Jerry Adriani, chegando até a ser motivo de gozação da crítica especializada. Aliás, a idéia desse projeto partiu justamente dessa semelhança. No ano passado, Jerry participou de um show-tributo a Renato Russo em Brasília, onde cantou Será, um dos grandes hits da banda. "Ele foi aplaudido de pé pelo público", lembra Pena Schimt. "A voz é realmente muito parecida com a do Renato, achei legal lançar um disco do Jerry cantando músicas do Legião."

Schimt levou a idéia até Jerry Adriani, que adorou, mas impôs uma condição. "Não achava legal fazer um disco só com músicas do Renato, iria soar como um projeto oportunista", conta o cantor. "Resolvi então gravar um CD com canções de rock destas últimas décadas e algumas faixas do Legião."

Jerry e Schimt já começaram a pensar no repertório. O produtor deu alguns toques para o roqueiro cinqüentão sobre grupos dos anos 90. "Estou um pouco por fora do atual rock nacional", confessa o cantor, que também conta com a ajuda dos filhos Tadeu (15 anos) e Tiago (16 anos). "O Tadeu adora rock brasileiro, é fã do Legião; o Tiago gosta de heavy metal, desses grupos parecidos com o Van Halen."

O CD terá pelo menos cinco canções do Legião Urbana. As favoritas do cantor para fazer parte do repertório são Monte Castelo, Tempo Perdido, Tempos, Ainda É Cedo e Será. "As pessoas sempre brincavam comigo por causa da semelhança da minha voz com a do Renato", diz ele, que concorda com a comparação. "O timbre é realmente muito parecido."

Jerry Adriani revela que sempre teve uma relação muito boa com Russo. "A primeira vez que nos encontramos ele foi logo dizendo: `Jerry, eu sonhei com o Elvis e ele me disse para eu imitar você.' A última vez que conversei com o Renato, por telefone, o estado de saúde dele estava muito ruim, mas mesmo assim ele gritou entusiasmado para as pessoas que estavam no seu quarto: `Gente, sabe quem está no outro lado da linha? É o Jerry Adriani!`."

As coincidências entre os dois cantores não se limitam apenas à voz grave e marcante. "Lancei um disco em italiano na mesma época que o Renato; e o meu filho (Tadeu) nasceu no mesmo dia que ele", diz Jerry Adriani, que descarta totalmente a possibilidade de o Legião voltar com ele nos vocais. "Aí seria demais, não tem nada a ver."

 

RAUL SEIXAS

Algumas canções do disco já estão definidas. Dos Titãs, o cantor não esconde a preferência por Sonífera Ilha. "Acho que é a minha cara." O cantor também quer convencer os Raimundos a gravarem ao lado dele uma música de Raul Seixas. "Estou na dúvida entre Maluco Beleza e Al Capone."

Aliás, Raul Seixas, assim como Renato Russo, sempre gostou muito da figura de Jerry Adriani, apesar de os dois terem estilos de vida completamente diferentes. Foi Jerry Adriani que gravou pela primeira vez uma canção de Raul Seixas (Tudo Que é Bom Dura pouco), no fim da década de 60. "Ele também sempre me deu a maior força; é dele Doce Doce Amor, um dos maiores sucessos da minha carreira."

Jerry Adriani diz que tem saudades das maluquices do amigo. "Lembro-me de que deixei de convidar o Raul para o meu casamento e, de repente, ele pareceu no altar, vestido de preto, dizendo que seria o padre", recorda o cantor. "Sempre gravo canções do Raul nos meus discos, desta vez não será diferente."

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008