Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

Reestréia musical inspirado em canção de Renato Russo

'Um Certo Faroeste Caboclo' fica em cartaz no Centro Cultural São Paulo até agosto

(Folha de São Paulo - 06/08/1998)

(Por Vanessa Barone)

 

O musical Um Certo Faroeste Caboclo, inspirado na música de Renato Russo, volta ao cartaz hoje no Centro Cultural São Paulo (Sala Adoniran Barbosa, Rua Vergueiro, 1.000, tel. 277-3611). Depois de ter a temporada interrompida por uma disputa judicial com os detentores dos direitos autorais da obra de Russo, Um Certo Faroeste Caboclo pode novamente ser visto pelo público, até 4 de agosto, às segundas e terças-feiras, às 19h30.

"O processo ainda não chegou ao fim, mas acho que conseguiremos fazer um acordo com a família de Renato Russo", diz Paulo Faria, diretor e autor do texto de adaptação da música que tentou, sem sucesso, comunicar-se com a família do compositor no início da montagem do musical. Apesar da exigência do pagamento de direitos autorais (que custariam R$ 4 mil, por dia, para o grupo), Faria resolveu levar o espetáculo adiante. "O público aprovou a iniciativa e acho que se Russo estivesse vivo gostaria de ver uma obra sua transformada em músical."

 Santo Cristo - O personagem João do Santo Cristo, criado por Russo, é o ponto de partida da história, que envolve trabalhadores sem-terra, tráfico de drogas, desemprego e violência urbana. "A música Faroeste Cabloco serviu como um roteiro inicial, para depois criar situações paralelas", explica Faria. Onze atores encenam a saga de João rumo a Brasília, para tentar denunciar a miséria do Norte do Brasil. Para Faria, o personagem é bem-intencionado, porém, malsucedido em sua tentativa de viver honestamente na capital federal. Como no enredo da música, João envolve-se com o crime organizado.

Um Certo Faroeste Cabloco tem música ao vivo, executada pela banda de rock Gulash People, com canções inéditas de Eliseu Paranhos. "Acho que o que mais atrai o público jovem é o ritmo alucinante do espetáculo, que é encenado por atores jovens e trata da realidade dessa geração", afirma. Sem nenhum cenário e feito para teatro de arena, o espetáculo depende do trabalho de corpo dos atores para ter dinamismo. Para chegar a esse resultado, os atores foram preparados pelo coreógrafo Luiz Miranda. "A encenação foi construída de maneira que os atores, depois que entram em cena, permanecem no palco até o fim do espetáculo."

Depois da reestréia em São Paulo, Um Certo Faroeste Cabloco fará uma excursão por Belém, Manaus e Salvador.

 

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008