Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

 FAMÍLIA PREPARA LIVRO COM POEMAS DE RENATO RUSSO

(Folha de São Paulo - 11/10/1997)

(Por Cristina Rigitano)

 

Hoje faz um ano que o cantor e compositor Renato Russo morreu. Tentando amenizar a saudade, a família do compositor prepara uma surpresa para os fãs: um livro com pensamentos e poemas inéditos do líder da banda Legião Urbana.

A revelação foi feita pela tia do cantor, Maria do Socorro Fortuna, 49, em entrevista exclusiva.

Segundo ela, a mãe de Russo, Maria do Carmo Manfredini, está selecionando para publicação o material encontrado no armário do artista, no apartamento de Ipanema (zona sul do Rio), onde Renato passou seus últimos dias.

Maria do Socorro explicou que a família só começou agora a mexer nos arquivos de Russo porque ele não permitia que ninguém tivesse acesso ao material. "Faltou tempo e coragem. Com calma, vamos catalogando. É duro mexer nas coisas dele. Deixei até de ouvir suas músicas. É difícil acreditar que ele morreu. É como se estivesse viajando", diz.

Nem Marcelo Bonfá, baterista da banda, conhece o conteúdo das caixas. "Não sei do que se trata. Para mim, o Renato já tinha escancarado todos os seus armários", ironizou, referindo-se à bissexualidade assumida do colega.

Como o livro ainda não tem data para chegar às lojas, o público terá de esperar um pouco para conhecer os versos que Renato Russo mantinha ocultos.

A família pensa em doar parte do faturamento das vendas a instituições de amparo a portadores do vírus da Aids. "Mas não pode ser tudo porque ele deixou herdeiro (o filho adotivo, Giuliano)", afirma Socorro.

Além do livro, os parentes do cantor preparam outro presente para os fãs. "Renato estava compondo uma ópera-rock", revelou Maria do Socorro.

Com a morte de Russo antes do fim do trabalho, a família está procurando alguém para retomar a parte musical do espetáculo. "Ainda não pensamos em um nome", diz Socorro.

Tia mais ligada ao cantor, ela teve acesso a parte do acervo, quando ele era vivo.

"Renato fazia segredo, mas me contou a história. Um marinheiro chegava ao porto do Rio e conhecia uma mulher. Os dois se envolviam por aquelas cercanias. É bem romântico. É ópera. É triste."

A missa em homenagem ao primeiro ano da morte de Renato Manfredini Jr., encomendada pela família, será hoje, às 7h, na igreja N. Sra. da Paz (Ipanema).

Depois da morte de Renato Russo, as vendas do Legião Urbana dispararam. O penúltimo álbum, "A Tempestade", lançado no segundo semestre de 96, vendeu até agora 800 mil cópias.

O CD póstumo, "Uma Outra Estação", que chegou às lojas há três meses, já ultrapassou as 360 mil cópias.

 

 

 

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008