Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

MUSICAL HOMENAGEIA RENATO RUSSO NO DRAGÃO

(Diário do Nordeste - 19/11/1999)

 

A saga de um herói sem sote, João do Santo Cristo, fez os jovens vibrarem em 1983 com a música "Faroeste Caboclo", do grupo Legião Urbana. Renato Russo, falecido em 1996 é um ídolo daquela geração, traduziu nos 159 versos da letra a inquietação, os sonhos e as desilusões da juventude moderna.

A história, com começo, meio e fim bem evidenciados, chamou a atenção do diretor Paulo Faria, que agora a adaptou para um espetáculo teatral. Assim, surgiu "Um Certo Faroeste Caboclo", levando para o universo cênico o destino trágico do personagem, ansioso por encontrar uma identidade do jovem na sociedade.

Com estréia nacional há dois anos, a peça chega hoje e amanhã a Fortaleza, apresentada no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Depois de passar três meses em cartaz no Centro Cultural Elenko, em São Paulo, o espetáculo partiu para uma turnê no interior do Estado, voltando novamente para a capital. Incluído no Projeto Funarte na Cidade, está neste final de ano sendo apresentado em vários Estados brasileiros, começando pelas regiões Norte e Nordeste, prosseguindo até o dia 05 de dezembro.

O espetáculo segue basicamente a história contada na música. Na encenação, João de Santo Cristo é um filho de sem-terras que, após perder seus familiares no Norte do País, parte para Brasília. Sua intenção é falar com o presidente da República e pedir ajuda para sua gente. Contudo, a realidade da cidade grande se apresenta bem diferente daquela imaginada pelo personagem. Ele descobre que se tornando um bandido pode mais facilmente realizar seu desejo.

Os ideais de cidadania são aos poucos substituídos por um mundo bem diferente que encontra: o da marginalidade. Este é o Brasil que acaba conhecendo. Assim, Santo Cristo se depara com a realidade árdua da violência urbana, das drogas e do desamor.

Seu destino trágico, triste, é narrado na televisão como se fosse um grande espetáculo circense. Os telespectadores assistem ao tão comentado duelo entre o mau-caráter Jeremias e João de Santo Cristo, que só queria ser um homem de bem. A estrutura épica da história, o ar de aventura, o som vibrante são os principais ingredientes desta peça musical, coreografada por Luís Miranda.

No elenco, está um grupo de 12 atores, com idades que variam de 22 a 30 anos. Beto Magnani, além de estar na produção, interpreta João de Santo Cristo. Atuando, sobretudo na área teatral, em peças como "Avesso", de Francisco Medeiros, Beto também já realizou trabalhos para televisão. Integrava o elenco da telenovela do SBT "As Pupilas do Senhor Reitor".

Entre outros atores, estão Rosana Seligman (de peças como os grupos "Ornitorrinco" e "Boi Voador") e Manoel Candeias que esteve nas novelas "Razão de Viver" e "Fascinação".

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008