Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

O MITO LEGIONÁRIO

Três anos depois da morte de Renato Russo e o conseqüente fim da banda, a Legião Urbana se reafirma como um fenômeno. O lançamento do "Acústico MTV" chega a rivalizar com os artistas da moda em venda nas lojas.

(O Povo - 17/11/1999)

(Por Luciano Almeida Filho)


A história se repete sempre com os personagens diferentes. Foi assim com Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison (The Doors), John Lennon, Elis Regina, Raul Seixas... a lista é longuíssima no universo da música popular. Toda vez que se pensa que o baú de obras desses artistas consagrados, falecidos precocemente, chegou ao fim aparece uma gravação inédita daqui, um registro de show de acolá ou qualquer outro souvenir para alimentar a sede dos fãs. Com Renato Russo e a banda Legião Urbana não poderia ser diferente.

Acaba de chegar às lojas o registro do Acústico MTV (EMI Brasil) causando comoção entre os fãs legionários e euforia entre os lojistas brasileiros em plena crise do Real FHC. O disco traz a íntegra do especial da MTV Brasil, reprisado à exaustão nos últimos sete anos, e incluíndo até números inéditos na TV. É bom lembrar que cinco músicas do programa (a saber ``O Teatro dos Vampiros'', ``Mais do Mesmo'', ``Eu sei'', ``Índios'' e ``On the way home'') já haviam entrado na compilação de registros ao vivo Música p/ Acampamentos (92) e aqui reaparecem em versões não editadas, incluindo as falas de Renato e até mesmo os erros dos músicos.

Portanto, o disco traz os principais ingredientes do marketing da Legião: integridade, honestidade, sinceridade e verdade. É justamente isso que seus admiradores esperam: nada de maquiagens na edição, correções em estúdio, palmas forçadas e outros artifícios comuns nas gravações ao vivo que infestam o mercado. Como bônus, os diálogos de Renato com Dado, Bonfá e principalmente a platéia presente naquele 28 de janeiro de 1992. Basta só isso para deixar um fã da Legião satisfeito. Nem precisava músicas inéditas, interpretações de músicas pouco conhecidas e até uma defecção brega: ``Hoje à noite não tem luar'', obscura faixa de um disco em português do Menudo (!?!).

Especialmente esta faixa é o item mais curioso do Acústico MTV, o disco. Não apenas pela aproximação com o brega mas pelo fato de Renato tê-la cantado para a platéia no intervalo das gravações. Ele não sabia que os gravadores estavam registrando sua performance sincera. Versão de Carlos Colla para ``Hoy me voy para Mexico'', a música chega agora ao mercado quando Caetano Veloso estourou cantando Peninha, Maria Bethânia é sucesso interpretando Zezé di Camargo & Luciano, Zizi Possi entregue às paixões napolitanas... Onde está a integridade? O próprio Renato não elabora discursos de defesa da canção e declara na apresentação: ``...é cafona, mas é bonita!''. Não precisa mais nada.

Renato Russo ainda antecipava sua admiração pelas belas melodias do pop mundial cantando uma versão de ``On the way home'' (composição de Neil Young gravada originalmente com o grupo Buffalo Springfield) emendada a ``Rise'' (hit do PIL de John Lydon), ``Head on'' (Jesus & Mary Chain) e ``The Last Time I Saw Richard'' (Joni Mitchell). Isso três anos antes do projeto solo Stonewall Celebration Concert.
Este lançamento já estava previsto desde a morte de Renato Russo, em outubro de 1996, assim como o registro completo de outras apresentações (elétricas) das poucas turnês da banda devem chegar ao mercado paulatinamente, alimentando em doses homeopáticas a sede dos fãs pelo mito. Pelo andar da carruagem e as boas cifras arrecadadas, é capaz de sair até algum disco do Aborto Elétrico - primeira banda de Renato, precursora e artífice da ``cena de Brasília'' - e até um disco de entrevistas do ídolo. Os herdeiros de sua obra devem tomar cuidado para não macular o que de mais precioso Renato Russo fazia questão de guardar: sua honestidade.


Acústico MTV - Registro do especial de TV de 1992 com a banda Legião Urbana. Produção: Legião Urbana. Lançamento EMI Brasil em CD. 14 faixas. Com letras das canções inéditas. Preço médio: R$ 20,00. À venda nas principais lojas.



DESEQUILÍBRIO PRÓXIMO

 

Se Renato Russo fazia questão de prezar sua integridade, o mesmo não vem acontecendo com artistas que insistem em regravar a obra do Legião Urbana. Dezenas de covers vem surgindo no mercado mas o mais curioso tributo vem do suspeitíssimo Jerry Adriani. Ele, logo ele. Aquele que os primeiros críticos da banda notaram semelhanças com o timbre da voz de Renato. Uma comparação que voltou à tona na época do segundo projeto solo do cantor, Equilibrio Distante, relançando a moda de cantar em italiano que vem assolando a música brasileira nos últimos quatro anos.

Jerry Adriani acaba de colocar na praça um disco de versões de sucessos da Legião Urbana para o italiano: Forza Sempre (Indie). Oportunismo sim, mas ``o italianinho'' dos tempos da Jovem Guarda fez questão de se cercar de antigos companheiros de Renato para legitimar o produto. Carlos Trilha, produtor dos trabalhos solos e dos últimos discos da Legião, assina a produção e os arranjos, Fred Nascimento toca violões e guitarras, e os parceiros Dado e Bonfá assinaram em baixo. Realmente, as versões são boas e Jerry canta na medida sendo capaz de emocionar o fã legionário de coração mais mole. Mas que fica o gostinho de oportunismo, isso fica!


Forza Siempre - O cantor paulistano Jerry Adriani canta os sucessos da Legião Urbana em italiano. Produção: Carlos Trilha. Lançamento Indie/ Universal em CD. 11 faixas. Com letras. Preço médio: R$ 20,00. À venda nas principais lojas da cidade.

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008