Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

FAROESTE ESTILO BROADWAY

 Apesar da formatação americanizada, o musical Um Certo Faroeste Caboclo confirma a força da saga escrita por Renato Russo.

(O Povo - 23/11/1999)

(Por Luciano Almeida Filho)

 

Quando a saga "Faroeste Caboclo" foi lançada nacionalmente pela Legião Urbana no disco Que Pais É Este (87), parecia irresistível transformá-la num roteiro, vê-la numa versão dramatizada - seja no teatro, cinema ou televisão. Renato Russo chegou a comentar em entrevistas sua vontade de ver a tragédia do anti-herói João do Santo Cristo transposta para outras linguagens. Falava especialmente em cinema.

Mas foi no teatro, pelas mãos do dramaturgo Paulo Faria, que "Faroeste Caboclo" se transformou no espetáculo musical Um Certo Faroeste Caboclo. A saga de quase dez minutos da canção de Renato Russo foi adaptada e esticada num musical de longas duas horas. Estreou na capital paulista em janeiro de 1998 e passou por Fortaleza sexta e sábado passados dentro do projeto Funarte na Cidade, atraindo especial atenção dos fãs da Legião Urbana na cidade.

O palco do anfiteatro do Centro Dragão do Mar foi adaptado para receber um espetáculo no estilo das óperas-pop da Broadway, na linha de Hair e Jesus Cristo Superstar. Isto é, coreografias estilizadas, atores cantando e dançando, cantores atuando, uma banda tocando ao vivo e todos os clichês do gênero. Pela estrutura poética da música, mais próxima do estilo das histórias de cordel, ``Faroeste Caboclo'' talvez tivesse mais força dramática se ganhasse uma adaptação como os autos nordestinos.

Entretanto, Paulo Faria foi bastante feliz ao introduzir novos personagens onde explora uma analogia entre o anti-herói marginal João do Santo Cristo (papel vivido pelo ator Beto Magnani) e a trajetória bíblica de Jesus Cristo. A introdução do personagem Pedro (Fausto Maule) é fundamental. Pedro é o primeiro amigo que faz ao chegar em Brasília, quando este lhe salva da gangue de Jeremias, dá a mão sempre que pode, mas o nega três vezes no final.

Apesar da direção musical assinada por Maurício Pereira (ex-parceiro de André Abumjamra no Mulheres Negras), as músicas do espetáculo deixam muito a desejar. E o elenco, jovem e bonito, ainda é muito verde, cheio de altos e baixos. Chega ao ponto do ator Julio Pompeo roubar a cena dos protagonistas quando encarnava um hilário Pablo. Nos momentos finais, a carga dramática da última fala de João do Santo Cristo se perde, não emociona como na música, para ganhar força com a cena da crucificação.

 

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008