Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 
LEGIÃO REDESCOBRE O CAMINHO DO PALCO

A banda vai mostrar sábado as músicas do disco 'O Descobrimento do Brasil'

(Zero Hora - 20/05/1994)

 

A maior banda de rock do Brasil chega amanhã a Porto Alegre e sábado vai estar no Gigantinho, quebrando um jejum de quase quatro anos. "Estamos com muita vontade de tocar para os gaúchos", disse Renato Russo por telefone a Zero Hora. A excursão que vai mostrar as músicas do disco O Descobrimento do Brasil, abriu sábado em Campinas com ares de grande acontecimento. Cantando para adolescentes de 15 e 16 anos, Renato Russo conheceu sua nova legião de fãs, formada por gente que tinha no máximo 12 anos quando eles se apresentaram pela ultima vez.

"Foi o máximo. Eles não paravam de gritar", festeja o líder com as baterias visivelmente recarregadas. Maiores detalhes sobre o show de sábado, só depois da passagem do som. "Esta tudo pronto, mas a gente não esta mais acostumado com a reverberação dos ginásios, e há muitos detalhes no novo som do Legião que podem se perder", explica Renato.

Os ingressos para o show - CR$ 15 mil (arquibancada e pista) e CR$ 25 mil (cadeiras),estão a venda nas Lojas Colombo da Capital e do interior.

De volta aos palcos e de disco novo, de bem com a vida e de "mal" com a imprensa, Renato Russo atravessa um bom momento em sua carreira. Os escândalos que andou patrocinando no ano passado perdem a validade às vésperas da nova turnê. Largado da bebida e das drogas, Renato vira o disco e mostra The Stonewall Celebration Concert, espécie de lado B" do Legião Urbana, que promete dar mais pano para manga do que todas as bebedeiras do ano passado.

Stonewall é um álbum solo, só com covers de canções de amor, que Renato canta para outro, cara. A. seleção vai de Bob Dylan a Madonna, passando por Irving Berlin e Cole Porter. É uma homenagem pessoal de Renato Russo aos 25 anos de Stonewall, o bar de Nova Iorque onde os gays americanos se revoltaram pela primeira vez contra a opressão da policia.

 

RENATO LANÇA RECITAL GAY

Zero Hora - Stonewall é o início de uma carreira paralela?

Renato Russo - Nunca. É exatamente porque a banda já tem uma base sólida que eu posso fazer um disco só meu. A banda é a coisa mais importante para mim. E além disso é um disco gay, são coisas minhas e não acho legal ficar usando a Legião para isso.

 

ZH - Quando o disco será lançado?

RR - É, para ser até o dia 15 de junho. Espero que não passe disso.

 

ZH - Como as pessoas estão recebendo o fato de você gravar um disco sem os companheiros do Legião?

RR - Quem ouviu o disco diz que adorou. Mas olha, tem muita gente aproveitando Stonewall para desestabilizar o Legião. Tenho lido coisas. tipo (com voz debochada) "Renato Russo cansou de brincar de rock". Não é nada disso. Gostaria que o meu disco chamasse ainda mais atenção para o trabalho do Legião, para que todos vissem como nós somos melódicos.

 

ZH - As brigas com a imprensa continuam, então?

RR - A imprensa tem sido mesquinha demais. Só quem não tem um pingo de sensibilidade não vê que a gente trabalhou com enorme dedicação em O Descobrimento do Brasil, procurando fazer letras mais simples. Tenho certeza que conseguimos isso, mas alguns cadernos culturais do Rio acabaram com o disco.

 

ZH - A que você atribui isso?

RR - Para mim isso é inveja. Deve ser porque eu sou gay, maravilhoso, e não preciso ficar indo a festinhas para me promover, não sento mais no chão com os amigos fumando baseado e ouvindo Ramones. Eu fico em casa ouvindo Mozart.

 

UM PORRE DE BONITAS CANÇÕES

Com seu inglês perfeito e voz retumbante, Renato Russo consegue um efeito surpreendente em The Stonewall Celebration Concert. Ele canta Miss Celie's Blues (tema do filme a Cor Piúrpura), Cherish, da Madonna, e até o tema do Pinóquio, When You Wish Upon a Star.

São 21 canções de diferentes estilos e épocas, mas Renato não arreda o pé da praia gay. Quando interpreta Bob Dylan, ele diz 'If you see him' e não 'If you see her' (Se você o vir, em vez de Se você a vir). Os arranjos são bonitos sem descambar para o barroco, conservando um clima de disco antigo.

Recém saído de um relacionamento amoroso, Renato esta cantando com a alma, tipo 'meu amor foi embora e me deixou'. Stonewall In Concert é um porre de lindas canções, a nova forma de protesto de Renato Russo contra o preconceito sexual.

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008