Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

Letras de Renato Russo gravadas por outras bandas.

(algumas destas músicas são da época do Aborto Elétrico portanto versões com o Renato no vocal podem ser encontradas em fitas piratas)

Boomerang Blues
(Tirada de ouvido, de uma gravação solo caseira de Renato, e de uma gravação de Renato no Acústico Dama XOC 1988)

Tudo o que você faz
um dia volta pra você
Tudo o que você faz
um dia volta pra você
E se você fizer o mal
com o mal mais tarde você vai ter de viver

Não me entregue o seu ódio
sua crise existencial
Preliminares não me atingem
o que interessa é o final
E não me venha com problemas
sinta sozinho o seu mal

Por que tentar sentir demais?
E você só me usou
Eu tentava ajudar
e você só me queimou
Mas é errando que se aprende
minha boa vontade se esgotou

Os aborígenes na Austrália
com o boomerang vão caçar
O boomerang vai e volta e só fica quando consegue acertar
E eu sou como um boomerang
quando eu acerto é pra matar

Como um boomerang tudo vai voltar
e a ferida que você me fez é em você que vai sangrar
Eu tenho cicatrizes
mas eu não me importo não
Melhor que a sua ferida aberta
e o sangue ruim do seu coração

Eu só não entendo como fui cair
dentro da sua teia e não tentei fugir
Me sinto mal lembrando o que aconteceu
Você tentou roubar
mas o boomerang agora é meu

 

Veraneio Vascaína
(tirada de ouvido de uma gravação caseira de Renato Russo)
(gravada pelo Capital Inicial)

Cuidado pessoal, aí vem vindo a veraneio
toda pintada de preto, branco, cinza e vermelho
Com números do lado
dentro, doidos e tarados
Assassinos armados, uniformizados
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina

Porque pobre quando nasce com instinto assassino
já sabe o que vai ser quando crescer desde menino
Ou ladrão pra matar, marginal pra roubar
Papai eu quero ser policial quando eu crescer

Cuidado pessoal, aí vem vindo a veraneio
toda pintada de preto, branco, cinza e vermelho
Com números do lado
dentro, doidos e tarados
Assassinos armados, uniformizados
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina

Se eles vem, como ensino
É melhor sair da frente
Tanto faz, ninguém se importa se você é inocente
Com uma arma na mão
boto fogo no país
Não vai ter problema, eu sei
Vou estar do lado da lei

Cuidado pessoal, aí vem vindo a veraneio
toda pintada de preto, branco, cinza e vermelho
Com números do lado
dentro, dodos e tarados
Assassinos armados, uniformizados
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina

 

Fátima - (Flávio Lemos / Renato Russo)
(conhecida através de gravações do Aborto Elétrico - também já foi gravada pelo Capital Inicial)

Vocês esperam uma intervenção divina
Mas não sabem que o tempo agora esta contra vocês
Vocês se perdem no meio de tanto medo
De não conseguir dinheiro pra comprar sem se vender
E vocês armam seus esquemas ilusorios
Continuam só fingindo que o mundo ninguém fez
Mas acontece que tudo tem começo
E se começa, um dia acaba
Eu tenho pena de vocês

E as ameaças de ataque nuclear
Bombas de nêutrons não foi Deus quem fez
Alguém um dia vai se vingar
Vocês são vermes, pensam que são reis
Não quero ser como vocês
Eu não preciso mais
Eu já sei o que eu tenho que saber
E agora tanto faz

Três crianças sem dinheiro e sem moral
Não ouviram a voz suave que era uma lágrima
E se esqueceram de avisar pra todo mundo
Ela talvez tivesse um nome e era Fátima
E de repente o vinho virou água
E a ferida não cicatrizou
E o limpo se sujou e no terceiro dia
Ninguém ressucitou

Ficção Ciêntifica
(conhecida através de uma gravação do Aborto Elétrico - foi gravada pelo Capital Inicial)

Hoje a noite
Flash Gordon
vai tentar ser
Barbarella
para ver se
aprisiona
o Albert Einsten
que criou o
elixir da
longa vida ainda vive
e tenta criar uma nova bomba H
um eclipse
destruiu o sol
que queria ser Apolo
tenho medo
sem o mito só o fogo queima o chão

Júlio Vernes
matou Galileu
e Saturno
os seus filhos
Sangue Puro é a excência canibal

Sonhos mortos, sonhos tortos
sempre vejo minha morte
mas tanto faz não existem mais heróis

Criptonita no meu sangue
clorofórmio no banheiro
E a dança é a mesma não é ficção

(solo de guitarra)

Revolução!!
em selvas tropicais
raio laser mata índios
descoberta: o novo mundo envelheceu.
como tentar ser selvagem
se ainda existe anarquia?
E a dança é a mesma
Não é ficção.

(solo de guitarra)

Muita fome nas estrelas
muita fome nas estrelas
muita fome nas estrelas
e aqui também.

Música Urbana
(R.Russo/Fê Lemos/Flávio Lemos/André Pretórius)
(gravada pelo Capital Inicial)

Contra todos e contra ninguem
O Vento quase sempre nunca tanto diz
Estou só esperando o que vai acontecer

Tenho pedra nos sapatos
Onde os carros estão estacionados
Andando por ruas quase escuras

Os carros passam

As ruas tem cheiro de gasolina
E óleo diesel
Por toda a plataforma
Toda a plataforma

Você não vê a torre

Tudo errado mas tudo bem
Tudo quase sempre como eu sempre quis
Sai da minha frente que agora eu quero ver

Não me importam seus atos
Eu não sou mais um desesperado
Se eu ando por ruas quase escuras

As ruas passam

Belos e Malditos
(R.Russo/Alvim L/Dinho/Loro Jones/B.Baretti)
(gravada pelo Capital Inicial)

Belos e malditos
Feitos para o prazer
Os últimos a sair
Os primeiros a morrer

Belos e malditos
Eles ou ninguem
De carne quase sempre
São anjos para alguem

Suave è
Suave è
A Noite è
De bar em bar

Belos e malditos
Culpados por viver
Num mundo feito de tédio
Cegos para o poder

Belos e malditos
Drama e carnaval
O Lado escuro do paraíso
O bem que vem do mal

Suave è
Suave è
A noite è
De bar em bar
Eles brincam com
Fogo e sabem
Queimar
Suave é
Suave é
A noite è
De bar em bar

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008