Legião Urbana Uma Outra Estação
Bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet
bullet

eXTReMe Tracker
 

Bruno Tiago Biazon

Chuva que mata

Cai do céu a limpa chuva
Lava minha alma, suja
E minha mente, vazia
Rende-se à alegria

Vejo teu corpo, és luz
Que clareia e seduz
Completa-me totalmente
Nesse eu que jaz dormente

Sinto o coração forte,
À beira de minha morte,
Querendo que me confortes

E se isso não te basta
Peço à chuva, me mata
Pois te amo, minha cara

-------------------------

Beijos de saudade

O vazio de minha alma
Toma conta de tudo
Minha vida
minha mente
Meu corpo
tão carente

O simples toque é motivo
Para um sem fim de emoções
A fúria, a calma
o desejo, obssessões
A falta, o carinho
por quê me sinto tão sozinho?

A saudade dá medo ao voltar
E assombrar todos meus sonhos
Os bons momentos
o tato, o beijo
E tudo de lindo
que fomos

Mas não é preciso
que tudo acabe assim
O mundo, ainda não tem fim
e emoções me agurdam, enfim

Àquela que amei
que tenha paz na vida
Deixo meus beijos doces
Ou seriam doces beijos?

----------------------------

Espírito da noite

Quando o sol se põe
E a noite invade o mundo
A Lua a ele se opõe
E o meu corpo se inunda

Se inunda de amor
Sentimento máximo, sublime
Esqueço toda a dor
Que, amiúde, me comprime

Esse espírito que me fortalece
Onde me vejo livre como um pássaro
Para sonhar, como numa prece

E me sinto completo, só assim cheio
A paixão esvai-se por meus poros
Nessa deusa, a noite, espírito perfeito

 

Política de Privacidade

Skooter 1998 - 2008